Empresas de Táxi significam oportunidade de trabalho para todos

placa-taxi-39962_578x210

As empresas de táxi não oferecem oportunidade de trabalho apenas para taxistas, que são cerca de 3.800 motoristas nesse setor. Elas empregam diretamente mais de 1.200 funcionários internos, entre mecânicos, pintores, funileiros, chefes de tráfego, auxiliares de escritório, office-boys, telefonistas, gerentes, manobristas, vigias, porteiros e lavadores de automóveis, dentre outros profissionais.

Outros beneficiados pela existência do setor das frotas de táxi são os taxistas recém-formados, que saem dos cursos de formação. E, ainda, os que têm táxi próprio, que por meio das empresas podem continuar trabalhando no caso de seu táxi ter sido furtado, roubado ou se envolvido em colisões que impossibilitem o uso por determinado período de tempo.

Para trabalhar com táxis de empresas não há restrição em função de sexo ou faixa etária, o que também abre oportunidade para pessoas com mais idade, que têm mais dificuldade em se recolocar no mercado de trabalho. Para os aposentados, por exemplo, as empresas de táxi podem significar uma alternativa interessante de trabalho para complementar o rendimento.

Segundo Ricardo Auriemma, presidente da Adetax (Associação das Empresas de Táxis do Município de São Paulo), há hoje 58 empresas operando na cidade. Do total de táxis de São Paulo (SP), aproximadamente 10% pertencem às frotas. Indiretamente, o setor ainda ajuda a manter postos de trabalho entre os prestadores de serviço relacionados à atividade do táxi: vidraceiros, tapeceiros, contadores, advogados, oficinas de taxímetro, gráficas, retíficas de motores, recuperadoras de peças, lojas de autopeças e revendedoras de veículos. “A própria Câmara Municipal já constatou a importância social e econômica do trabalho desenvolvido pelas empresas de táxi”, lembra Auriemma.

Quanto aos taxistas propriamente ditos, essas empresas têm sido uma boa opção para pessoas que estão à procura do primeiro trabalho, ou que ficam desempregadas, mas não podem ficar sem renda enquanto procuram colocação em sua área de origem. “A procura segue muito grande. Nossa vontade seria a de atender a todos os interessados, mas nem sempre isso é possível, por causa da limitação de alvarás em posse das empresas”, diz Auriemma.

Nas empresas, os motoristas têm manutenção e socorro mecânico para o carro, além de seguro de vida, assistência médica e odontológica, exame médico para carteira de habilitação, por meio do sindicato da categoria.

Além disso, os táxis das empresas são constantemente renovados. Embora o limite exigido pela legislação seja de veículos com até 10 anos de fabricação, os táxis de empresas têm média inferior a 2,5 anos, são revisados, fiscalizados e vistoriados por órgãos da Prefeitura e pelo IPEM, garantindo também a aferição precisa do taxímetro.

Fonte: ADETAX

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s